Pular para o conteúdo
Voltar

Desenvolve-MT buscará negociação de R$ 9 milhões em operações inadimplentes

Durante o período, serão oferecidas vantagens para os clientes como a redução dos juros e mora em até 100%, dependendo do caso, e ainda o parcelamento.
Caroline Rodrigues | Sedec-MT

Interessados podem procurar pessoalmente a sede da Desenvolve-MT na avenida Rubens de Mendonça (CPA) - Foto por: Christiano Antonucci \ Secom-MT
Interessados podem procurar pessoalmente a sede da Desenvolve-MT na avenida Rubens de Mendonça (CPA)
A | A

A agência estadual de fomento, Desenvolve-MT, fará um grande mutirão de conciliação ao longo do mês de abril. O objetivo é negociar cerca de R$ 9 milhões em operações de créditos realizadas a partir de 2013 e que estão inadimplentes.

Durante o período, serão oferecidas vantagens para os clientes como a redução dos juros e mora em até 100%, dependendo do caso, e ainda o parcelamento. Segundo o presidente da autarquia, Levi Salíes Filho, será uma ótima oportunidade para as pessoas ficarem com a vida financeira em dia, evitando protestos, negativação e penhora de bens.

Salíes explica que a maior parte dos inadimplentes teve acesso a créditos de pequeno porte, com valor máximo de R$ 100 mil. Ele ressalta que os contratos mais frequentes giram em torno de R$ 10 mil e R$ 15 mil. “Estamos otimistas com relação a adesão e acreditamos que de imediato, serão recuperados aproximadamente R$ 1,5 milhão”.

Hoje, a inadimplência na Desenvolve-MT está em torno de 1,5%, o que o Banco Central (Bacen) considera aceitável. Porém, a agência quer intensificar as cobranças para ter recursos para novas operações.

Para ampliar ainda mais as linhas de crédito, Salíes explica que está acontecendo uma negociação com o Banco do Brasil, para o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), e com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Consultoria

Na tentativa de reduzir ainda mais a inadimplência, a Desenvolve-MT contratou uma consultoria que fez o diagnóstico e propôs uma nova forma modelagem para a concessão de crédito.

O presidente explica que a empresa percebeu que alguns critérios para análise da proposta precisavam ser refeitos. Eles elencaram como primordial a melhoria da avaliação da viabilidade de negócio. “Antes, a garantia estava no topo das exigências, mas nós somos uma agência de fomento e por isto a viabilidade torna-se vital”.

Reduzir os riscos da operação com a nova modelagem de concessão e modernizar o sistema de gestão da operação para dar mais agilidade estão entre as metas deste ano da autarquia.

Um dos projetos, que está em andamento, é o uso de um aplicativo, no qual os operadores e Agentes de Desenvolvimento Locais (ADL), que são representantes da agência nos municípios, poderão encaminhar os dados e os documentos para análise.

Quando estiver funcionando, a resposta ao cliente que hoje demora em média 1 mês, passará para 1 semana. Vale lembrar que a expectativa é lançar o APP ainda no primeiro semestre deste ano.

Serviço 

Informações sobre o mutirão podem ser adquiridas na sede da agência, na avenida Historiador Rubens de Mendonça, 2.328, ou pelos telefones: (65) 3613-7900/ (65) 99650-2142 (Whatsapp) ou 0800 64 75 045. Também pelo e-mail: cobrança@desenvolve.mt.gov.br.