Pular para o conteúdo
Voltar

Conselho de Desenvolvimento aprova investimentos que podem gerar 1,6 mil vagas de empregos

Reunião do conselho confirmou incentivos a mais de 15 empresas que devem se instalar em todo o Estado
Thielli Bairros | Sedec-MT

Reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (Cedem) desta quinta-feira (05.09) - Foto por: Mayke Toscano Secom MT
Reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (Cedem) desta quinta-feira (05.09)
A | A

O empresário Amilton Domingues de Andrade está instalando uma empresa de pipoca em Primavera do Leste (250 km de Cuiabá). Lá, vai comercializar o milho de pipoca e também complementos como óleo aromatizado, sais, açúcares e equipamentos, tudo fornecido para salas de cinemas e outras empresas.

A Cianorte Pipoca está no mercado brasileiro desde 1973, mas somente agora decidiu investir em Mato Grosso. Para isto, buscou incentivo fiscal do Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic) e teve aprovação na reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (Cedem) desta quinta-feira (05.09).

A indústria de Amilton investirá R$ 8 milhões no Estado e deve gerar até 40 empregos diretos nos próximos anos. Como ela, outras 15 – de pequenas empresas a grandes indústrias - tiveram os incentivos aprovados no Conselho. Somados, os postos de trabalho poderão chegar a 1,6 mil vagas.

“A utilização dos incentivos fiscais vem sendo tratada de forma isonômica, dando segurança jurídica para o empresário mesmo neste momento de transição entre a legislação atual e a nova, aprovada em julho, para que possamos realmente trazer investimentos, gerar desenvolvimento e empregos”, disse César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e presidente do Cedem.

Empresários estão investindo no interior do Estado, mostrando o interesse e a certeza do crescimento contínuo de Mato Grosso. Há empresas em Barra do Garças, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Sinop, Santo Antônio de Leverger, Paranatinga, Tangará da Serra, Aripuanã, entre outros.

Também foram analisadas cartas consultas para financiamento pelo Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Fundeic) e pelo Fundo Constitucional do Centro Oeste (FCO).

Os conselheiros alertaram sobre a data limite para os incentivos fiscais serem revalidados, já que a Lei 631/2019 entrará em vigor a partir de 2020.

“Os incentivos estão sendo aprovados pela legislação atual. Quem tem incentivo precisa se atentar que ele acaba no dia 31 de dezembro, então tem até 30 de novembro deste ano para fazer opção pelo novo incentivo que valerá a partir de 1º de janeiro”, explicou Miranda.

Compõem o Cedem representantes da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Secretaria de Estado de Planejamento (Seplag), Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Procuradoria Geral do Estado (PGE), Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Federação do Comércio de Mato Grosso (Fecomércio), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Federação das Associações Comerciais de Mato Grosso (Facmat).

Mais informações sobre a 83ª reunião do Cedem, clique aqui.