Pular para o conteúdo
Voltar

Junta Comercial do Distrito Federal conhece boas práticas de Mato Grosso

A visita possibilitou a troca de experiências e soluções técnicas entre as autarquias
Lorena Bruschi | Secom-MT

Fachada da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat) - Foto por: Christiano Antonucci
Fachada da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat)
A | A

Uma equipe da Junta Comercial, Industrial e Serviços do Distrito Federal (Jucis-DF), realizou uma visita técnica à Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat), com o intuito de conhecer a rotina e os fluxos de trabalho local, o atendimento e o sistema de processos digitais. A visita aconteceu no dia 22 de janeiro, na sede da Jucemat, em Cuiabá.

A presidente da Jucemat, Gercimira Rezende, avalia que a troca de conhecimento entre as Juntas Comerciais é essencial para o aprimoramento mútuo das entidades de registro mercantil do Brasil. “Agradecemos a visita, e nos colocamos à disposição para parcerias que possam melhorar os serviços oferecidos. É por meio da troca de experiências que avançamos”.

Conforme o secretário geral da Jucis, Maxmilliam Patriota Carneiro, a Jucemat já vem auxiliando, desde o início, no processo de implantação da Junta, criada em julho de 2019 pela Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). Na prática, os serviços que eram de atribuição federal passaram a ser executados pela nova autarquia.

“Como a Jucemat já nos auxiliou com treinamentos presenciais, e com vídeos explicativos para ensinar os usuários a utilizarem o sistema de processos, viemos fazer esta visita técnica. Graças a esse apoio conseguimos cumprir nosso calendário de migração do sistema analógico para o digital. Neste ano, viramos a chave para o digital”, afirma.

Ele conta ainda que na ocasião, foi possível conhecer outras técnicas e ferramentas que são utilizadas, já que a Jucemat tem experiência nos processos 100% digitais. Ele cita como exemplo o funcionamento do processo de análise de requerimentos, feito de forma totalmente digital, e apenas validado por análise humana, enquanto na JUCIS ainda há uma pré-analise, antes da avaliação automatizada.

“Com esta pequena mudança já conseguiríamos ganhar em produtividade, e melhorar no ranking de tempo de análise de processos nacional”, explica. 

A visita fez parte da programação do presidente da Jucis, Walid Sariedine, que esteve em Mato Grosso para participar também da Assembleia Geral da Federação Nacional das Juntas Comerciais (FENAJU), que aconteceu nos dias 23 e 24 de janeiro, em Cuiabá.