Pular para o conteúdo
Voltar

Indea apreende 39 caminhões de madeira irregular no mês de novembro

Ao todo, foram apreendidos 1.305,35 metros cúbicos de madeira, que dariam para fazer o madeiramento de mil casas populares
Viviane Moura | Sedec-MT

Assessoria/Indea
A | A

O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) apreendeu, no mês de novembro, 39 caminhões com irregularidades no transporte de madeira no Posto de Identificação da Madeira, em Cuiabá, e nas barreiras volantes em Barra do Garças e em Rondonópolis. As irregularidades foram por transporte de madeiras de espécies diferentes da descrição na guia ou documento de origem florestal e volume maior do que o emitido em documento.

Ao todo, foram apreendidos 1.305,35 metros cúbicos de madeira, que dariam para fazer o madeiramento de mil casas populares. A madeira apreendida fica sob a responsabilidade da Delegacia de Meio Ambiente (Dema).

Em ação conjunta com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no mês passado, dos 455 caminhões parados pela fiscalização, 24 foram apreendidos por irregularidades. Em Barra do Garças, a barreira do Indea parou 30 caminhões e um deles foi apreendido por desconformidades entre espécie transportada e a guia emitida.

Ainda em novembro, o Indea integrou uma força-tarefa com a Sema-MT e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) em Colniza onde foram emitidos 5 autos de infração, 5 termos de embargo, 1 auto de inspeção e 1 termo de destruição, 2 termos de apreensão, 2 termos de depósito, 2 termos de doação e 1 termo de notificação.

Madeira certificada

No mês passado, o Posto de Identificação da Madeira emitiu 2.777 certificados de madeira, identificou o volume de 76.303,56 metros cúbicos, cuja taxa de arrecadação correspondeu a R$ 1,170 milhão e R$ 1,5 milhão em recolhimento do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).