Pular para o conteúdo
Voltar

Artesãos de Mato Grosso comercializam mais de 1.600 peças em duas feiras nacionais

Saldo de vendas ultrapassa os R$ 304 mil reais, conforme dados do programa de Artesanato Mato Grosso
Viviane Moura | Sedec-MT

Marconi Meireles/ Folha de Pernambuco
A | A

O artesanato de Mato Grosso tem agradado aos visitantes das feiras realizadas em outros estados. Somente em duas participações nacionais, efetuadas em 2021, eles comercializaram 1.687 peças que resultaram em mais de R$ 304 mil em vendas.

Em função da pandemia da covid-19 as feiras e eventos culturais/artesanais haviam sido suspensas para evitar aglomerações, mas foram retomadas em 2021.

A última participação dos mato-grossenses foi na 21ª edição da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), de 10 a 19 de dezembro, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Os nordestinos gostaram tanto da arte do Estado, que foram comercializadas 746 peças, com volume de R$ 197.171,00 negociado.

Os artesãos também expuseram suas peças no 14º Salão de Artesanato – Raízes Brasileiras, que ocorreu de 27 a 31 de outubro, na arena de eventos do Pátio Brasil Shopping, em Brasília (DF). Na ocasião foram vendidas 941 peças, com saldo de R$ 107.629,00.

Juntos, os dois eventos receberam mais de 200 mil pessoas.

Todo o trabalho de divulgação da arte do Estado é coordenado pela equipe do programa de Artesanato Mato Grosso, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT).

“Temos uma gama muito extensa de peças, que tem ótima aceitação dentro e fora do Brasil. É o reconhecimento do trabalho dos nossos artesãos que fabricam produtos belíssimos e de ótima qualidade”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda.

Os artistas mato-grossenses confeccionam peças indígenas, móveis entalhados em madeira, esculturas, artesanato em couro, fibras, fios e tecelagem.