Pular para o conteúdo
Voltar

Sedec realiza seminário sobre desenvolvimento sustentável

Dayanne Santana | Assessoria/Sedec

A | A

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) realiza nesta quinta-feira (03.12), às 19h, no Instituto Federal de Mato Grosso, em Cáceres, um seminário para apresentar o Programa de Desenvolvimento Florestal Sustentável (PDFS) à comunidade local, produtores e acadêmicos. Na sexta-feira (04.12), na Fazenda Platina, será realizado o Dia de Campo em parceria com a Embrapa Agrossilvipastoril.

 

Além da apresentação do Programa de Desenvolvimento Florestal Sustentável, são abordados temas como Marcos Regulatórios de Florestas Nativas e de Florestas Plantadas, Como Contribuir para o setor de Florestas Plantadas, e linhas de financiamentos voltados para Plano ABC (Agricultura de Baixo Carbono).

 

O programa foi elaborado pela Sedec e tem o objetivo de promover o desenvolvimento da cadeia produtiva da madeira em Mato Grosso. Pretende-se em 15 anos aumentar a área de manejo sustentável e otimizar as operações de manejo e produção das florestas nativas, ampliar a área de plantações florestais e promover a melhoria da produtividade e competitividade das florestas plantadas e, ainda, agregar valor à base industrial para aumentar a participação no mercado nacional e internacional.

 

Estudo aponta que em 2014 o Estado tinha uma área de 187 mil/ha de plantação de eucalipto e 64 mil/ha de plantação de teca. A projeção de crescimento da área de floresta plantada descrita no PDFS, aponta que em 15 anos a área de plantação de eucalipto pode chegar a 250 mil/ha, teca e mogno africano a 200 mil/ha e seringueira alcançará 50 mil/ha.

 

Mato Grosso tem uma área total de 33,4 milhões/ha de floresta nativa que, com base no estudo, em 15 anos pode ser feito manejo sustentável de uma área de 7 milhões/ha a 8,5 mi/ha, com capacidade de produzir de 15 m³ a 20 m³/ha por ano de madeira.

 

O aumento da área de floresta plantada pode ser alcançado com a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (IFPL), que permite a diversificação das atividades econômicas na propriedade e se constitui em uma alternativa econômica e sustentável para elevar a produtividade. Para isso, a Sedec tem como parceiro a Embrapa Agrossilvipastoril, que realiza o Dia de Campo para mostrar na prática como pode ser desenvolvida a integração dos sistemas de produção entre lavoura, pecuária e floresta.

 

De acordo com o secretário-adjunto de Agricultura da Sedec, Alexandre Possebon, o principal objetivo do programa é desenvolver o setor de forma sustentável. “O programa visa o fomento do desenvolvimento da cadeia produtiva, com a implementação de políticas públicas que favoreçam ao desenvolvimento, melhorando o ambiente de negócios”.

 

Cerca de 280 pessoas já participaram dos seminários e Dias de Campo, realizados em Sinop, Juara e Santa Carmem. No dia 10 de dezembro será realizado seminário em Cuiabá, às 8h, na FIEMT. Em Marcelândia haverá Seminário e Dia de Campo, nos dias 11 e 12 de dezembro. E o último seminário deste ano, será realizado em Querência, no dia 15 de dezembro.